O Veganismo Pode Ajudar o Planeta

É intrigante pensarmos que um simples hábito pode impactar tanto no meio ambiente: o que escolhemos comer. Você se engana se pensa que para ajudar o mundo precisa fazer coisas mirabolantes, trazer mais consciência para o que você consome é o caminho. Portanto, aderir ao veganismo pode ajudar o planeta.

Entendendo o tal do Veganismo

Quando pensamos em veganismo logo vem à nossa mente uma dieta sofrida e sem carne. Porém, é sobre não utilizar produtos e serviços que prejudicam os animais, portanto, não só as escolhas alimentares mais conscientes são importantes, mas também todas as outras escolhas do dia a dia.

Enfim, ser vegano é consumir de maneira consciente, olhando para os ingredientes e as cadeias produtivas de maneira geral. Escolher o veganismo pode ajudar o planeta a ser mais justo para todos.

O Veganismo Pode Ajudar o Planeta

Impactos da “indústria da carne” no planeta e o veganismo

São diversos os impactos da pecuária e seus subprodutos, tanto para o meio ambiente, quanto para a sociedade.

Impactos sociais

A produção da carne fomenta a escassez de alimentos, a fome, trabalhos insalubres, extinção de povos originários e crimes.

Grande parte do alimento produzido nas monoculturas é destinado ao consumo animal, (de 70 a 80% da produção mundial de soja, aveia e milho).

Ou seja, os alimentos que poderiam estar abastecendo pessoas são destinados para animais que serão consumidos por uma parcela pequena de pessoas que poderão pagar.

Além disso, as monoculturas contribuem para a diminuição da variedade de alimentos, piora na saúde da população e dos agricultores, uma vez que para seu cultivo são utilizados pesticidas e agrotóxicos.

Fora isso inúmeros artigos demonstram a insalubridade das condições de trabalhos em diversos abatedouros.

O desmatamento causado pela pecuária retira os povos originários dos seus territórios e tradições, bem como contribui para perseguições e mortes de ativistas ambientais, no qual o Brasil lidera o triste ranking.

Impactos ambientais

O meio ambiente é afetado de maneira agressiva pela indústria da carne: desmatamento, perda de nascentes, perda de espécies, grande consumo hídrico, contaminação dos rios, poluição atmosférica por gases de efeito estufa.

Desmatamento

Os biomas mais afetados pela monocultura da soja e a criação de gado são a Amazônia e o Cerrado.

Cerca de 80% do desmatamento da floresta Amazônica é devido à pecuária.

De acordo com o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), de agosto de 2018 à julho de 2019 (12 meses) 10.000 km2 de florestas foram desmatados na Amazônia e 6.483 km2 no Cerrado.

Recursos hídricos

Com o desmatamento, principalmente em áreas de preservação permanente (APP), vem a redução das nascentes.

Durante o abate e processamento da carne e do couro, corpos hídricos acabam sendo contaminados.

Você sabia? Para 1 kg de carne bovina são necessários 15.000 litros de água, em comparação com 1 kg de feijão que utiliza 5o litros de água.

Considerando que muitas pessoas ainda não possuem acesso à água potável e que a água de qualidade tem se tornado escassa, deveríamos repensar a grande quantidade que é destinada para a pecuária.

Extinção de espécies

Uma das grandes consequências do desmatamento é a extinção de espécies da fauna e da flora, levando ao desequilíbrio das cadeias tróficas. Além da fragmentação das florestas, que prejudica o fluxo genético.

Gases de efeito estufa

A pecuária é responsável por 14,5% das emissões globais de dióxido de carbono, sendo esse um dos gases que mais prejudicam a camada de ozônio.

Para obtenção de 1 kg de carne bovina, 27 kg de CO2 são gerados, enquanto que para 1 kg de feijão apenas 2 kg de CO2, conforme estudo da Green Eatz.

O Veganismo Pode Ajudar o Planeta

Veganismo para cuidar do planeta

Como podemos então mudar e contribuir para minimizar todos esses impactos?

Mudando o que colocamos no nosso prato!

Se mudarmos, a indústria terá que se adaptar e oferecer outros produtos, ainda que faça isso para não perder dinheiro. A longo prazo poderemos ver resultados significativos, dessa forma o veganismo pode ajudar o planeta.

Além disso é sempre importante conversar com outras pessoas e mostrar que é necessário e possível tirar a carne do prato e incluir mais alimentos vegetais e regionais. Por nós e pelo nosso planeta.

Fonte imagens: Forks Over Knives, Bloomberg Getty Images, Gazeta – RS.