Você já ouviu falar de frugivorismo? É um estilo de vida baseada no consumo de alimentos naturais crus, onde seus praticantes só consomem produtos de origem vegetal, frescos e integrais.

A dieta consiste no consumo de frutas, hortaliças e oleaginosas in natura. No frugivorismo, não se consome nenhum produto de origem animal. Pode ser uma boa opção para aqueles que buscam ter uma alimentação mais saudável e favorece o emagrecimento, mas é importante saber suas desvantagens para não prejudicar a saúde.

Quais os benefícios do Frugivorismo?

Considerada uma filosofia de vida, o frugivorismo vai além de uma alimentação natural. Seus praticantes costumam ter um estilo de vida mais saudável combinada à exercícios físicos, banhos de Sol, cuidados com o corpo e mente.

Visa uma dieta baseada em frutas pois acreditam que elas estejam em perfeito equilíbrio com o nosso corpo e oferecem as quantidades necessárias de sais minerais, vitaminas, antioxidantes e fibras.  Suas cores, sabores, texturas e suculência são atrativas aos olhos e paladar. O frugivorismo defende que a alimentação não deve causar nenhum dano à planta nem aos animais, por isso não se consome leite e seus derivados, ovos, mel e nenhuma proteína animal.

Os benefícios que essa dieta pode causar são o aumento de disposição e energia, mais vitalidade, melhora na saúde, desintoxicação e equilíbrio do corpo e mente, livre de toxinas e maus odores corporais. Praticantes do frugivorismo relatam uma redução nos sintomas de doenças degenerativas e crônicas.

O frugivorismo proporciona o bom funcionamento do organismo, melhora do sistema imunológico, auxilia no combate ao envelhecimento precoce e na perda de peso. Resulta em uma pele mais saudável, diminui gripes e resfriados, aumenta a energia e disposição.

O consumo dos alimentos crus faz com que os nutrientes sejam melhores preservados e seu organismo tem um melhor aproveitamento.

Quais outros tipos de alimentos são consumidos no Frugivorismo?

Além da ingestão de frutas, o frugivorismo prioriza alimentos saudáveis e frescos, que devem ser consumidos crus. Seus praticantes devem ter uma dieta balanceada, para fornecer os nutrientes necessários para o corpo, por isso há a necessidade de ingestão de hortaliças como alface, cenoura, beterraba, couve e etc, além das oleaginosas como azeitonas, nozes, sementes, castanhas e amendoins.

As hortaliças visam complementar os nutrientes como carboidratos, sais minerais, fibras e vitaminas. Já as oleaginosas fornecem proteínas e lipídios. O frugivorismo é chamado pelos seus praticantes de Dieta 80/10/10 pois seu objetivo alimentar é 80% de ingestão de carboidratos, 10% de proteínas e 10% de lipídios. Não é considerada uma dieta low carb, mas os carboidratos consumidos tem um baixo índice glicêmico e não causam pico de insulina.

Quantidade ideal de alimentos dessa dieta

Os praticantes do frugivorismo consomem em média 2 kg de frutas, 2 kg de hortaliças além de algumas oleaginosas por dia. A alimentação é feita sempre quando o corpo mostra sinais de fome e comem até se sentirem saciados. A ingestão de líquido também é extremamente importante para a hidratação, nesse caso podendo optar por sucos naturais e água. Mas essas quantidades podem variar de acordo com o gasto calórico de cada pessoa. Existem diversos tipos de receitas e preparos, mas deve-se processar o mínimo possível os alimentos.

Os contras do Frugivorismo

Não existe uma restrição para uma alimentação frugívora, mas sempre é recomendado se informar melhor antes de iniciar a dieta. Procurar um profissional especializado para saber mais sobre como funciona o frugivorismo, quais alimentos devem ser ingeridos, como repor os nutrientes essenciais para o corpo, então a indicação é buscar ajuda de um médico ou nutricionista vegano.

Por se tratar de uma dieta restritiva, apresenta alguns contras que precisam ser levado em consideração antes de iniciar esse novo estilo de vida. Alguns nutricionistas explicam que somente frutas e hortaliças não oferecem as substâncias necessárias para o equilíbrio do corpo. Alguns nutrientes estão presentes principalmente em alimentos de origem animal, como a vitamina B12. Outro elemento que não está presente na alimentação frugívora é o ferro, então é essencial fazer a suplementação.

O frugivorismo visa também o consumo de alimentos orgânicos, o que pode ser uma desvantagem, já que esses alimentos ainda tem um custo mais caros do que a maioria dos produtos “tradicionais”.

Como fazer a transição alimentar?

Se você está buscando fazer a transição alimentar para uma dieta frugívora, uma dica é começar por uma refeição diária à base de frutas. Escolha aquelas que você mais gosta ou arrisque-se e conheça novos sabores. Aos poucos introduza essa nova dieta à sua rotina, busque apoio de profissionais da área e pessoas que já são praticantes.

Um conselho é persistir e não desanimar, pois a transição para o frugivorismo não será fácil. Como seu corpo passará por uma desintoxicação, você poderá sentir inicialmente alguns sintomas como cansaço, dores de cabeça, problemas digestivos, coriza, problemas de pele, tontura e perda de peso. 

Seu corpo sentirá o peso de anos de intoxicação, pois está acostumado a receber alimentos processados e cozidos, então esse processo inicial poderá incomodar um pouco.  É muito comum também o organismo sentir falta de alimentos salgados, já que o frugivorismo não se usa sal refinado. Então, toda a paciência será necessária nesse processo. Passando esse período, você começará a desfrutar dos benefícios de uma dieta frugívora.

Busque informações, receitas e dicas para facilitar a sua jornada nesse novo estilo de vida da dieta frugívora. Reconecte com seu corpo e sua mente e priorize práticas que fortaleça sua saúde e qualidade de vida. Esteja atento aos sinais que seu corpo enviar. Pratique atividades físicas, medite, abuse dos banhos de Sol, hidrate seu corpo, busque uma melhora da sua qualidade do sono, procure sempre repor os nutrientes necessários para que seu organismo esteja equilibrado.

Caso sinta que os sintomas iniciais estão persistindo, procure um médico. Dietas restritivas devem sempre ser acompanhadas de profissionais especialistas na área, então um nutricionista vegano é essencial para que você seja direcionado da forma correta e que a manutenção da sua saúde esteja em dia! Aproveite todos os benefícios que o frugivorismo pode te oferecer e ganhe mais disposição e qualidade de vida!